Conselho recebe perícia semana que vem e ouve Renan em 15 dias

A Polícia Federal deve entregar napróxima semana ao Conselho de Ética do Senado a perícia dosdocumentos contábeis apresentados pelo senador Renan Calheirospara justificar seu patrimônio. Segundo o senador Renato Casagrande (PSB-ES), com isso opresidente do Senado, Renan Calheiros, será ouvido peloconselho dentro de 15 dias e, até o fim de agosto, julgado pelaacusação de quebra de decoro parlamentar. "Este é o calendário do Conselho, que não depende de outrosprocedimentos, como a investigação que deve ser aberta peloSupremo Tribunal Federal", disse a jornalistas o senadorCasagrande, que é um dos três relatores do processo no Conselhode Ética. A assessoria do STF chegou a divulgar na noite desegunda-feira a abertura de inquérito sobre o presidente doSenado, a pedido do procurador-geral da República AntonioFernando Souza. Nesta terça-feira, no entanto, o tribunalinformou que a abertura do inquérito ainda não foi decididapelo ministro Ricardo Lewandowski, o que pode ocorrer aindaessa tarde. A bancada do DEM no Senado está reunida para analisarproposta do seu líder José Agripino (RN) de boicotar asvotações em plenário para exigir o afastamento de RenanCalheiros. O presidente do Senado é acusado de ter despesas pessoaispagas por lobista da construtora Mendes Júnior. Renan afirmaque os pagamentos foram feitos com recursos próprios eapresentou comprovantes de venda de gado como fonte de renda.São estes documentos que estão sendo periciados pela PF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.