Conselho inicia processo contra irmão de Renan Calheiros

Também foi aberto processo contra Paulo Magalhães, pois a representação já foi publicada pela Mesa

Agência Câmara

08 de agosto de 2007 | 16h49

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), informou que os processos contra os deputados Olavo Calheiros (PMDB-AL) e Paulo Magalhães (DEM-BA) foram abertos nesta terça-feira, 8, pois as representações do PSOL contra os dois por quebra de decoro parlamentar já foram numeradas e publicadas pela Mesa Diretora. A partir de agora, eles têm cinco sessões do Plenário para apresentar suas defesas preliminares por escrito. Ainda não foram designados relatores para esses processos. Os dois parlamentares foram acusados pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Navalha, de fraudar licitações de obras públicas executadas pela empreiteira Gautama. No caso de Olavo Calheiros, o PSOL pediu também investigação sobre a Operação Cevada, relativa a negócios com a cervejaria Schincariol.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.