Conselho Federal da OAB defende criação da CPI dos Bingos

O plenário do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) manifestou hoje sua posição em defesa da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos bingos. Em nota divulgada após reunião, o Conselho da OAB defendeu uma investigação rigorosa das denúncias "para que não pairem dúvidas sobre o envolvimento de membros do governo em pagamentos de propinas e financiamentos ilícitos de campanha". A OAB entende que a investigação sobre o ex-assessor da Casa Civil da Presidência da República, Waldomiro Diniz, acusado de pedir propina a um bicheiro, em troca de benefícios pessoais, é necessária para garantir a estabilidade política e econômica do País. "A permanecer sombra de suspeita sobre a administração pública, o governo poderá se tornar refém da chantagem dos especuladores de plantão, que esperam tirar proveito da crise", adverte a nota da OAB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.