Conselho discute processos contra Renan na terça-feira

O Conselho de Ética do Senado reúne-se na tarde da próxima terça-feira com o objetivo de discutir o cronograma de trabalho dos relatores dos três processos que tramitam no colegiado para apurar se houve quebra de decoro parlamentar por parte do presidente licenciado da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). O presidente do Conselho, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), afirmou que a expectativa é de que todos os relatores apresentem suas conclusões até o dia 2 de novembro, informou a Agência Senado.Renan responde no Conselho de Ética às acusações de que teria favorecido a cervejaria Schincariol no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), de que haveria comprado duas rádios e um jornal em Alagoas em nome de "laranjas" e de que tomava parte em um esquema de cobrança de propinas em ministérios comandados pelo PMDB. Uma quarta representação que está na Mesa do Senado e deve ser encaminhada ao colegiado refere-se à denúncia de que Calheiros patrocinava, por intermédio de um assessor, espionagem contra outros senadores.No mês passado, Renan Calheiros foi absolvido pelo plenário do Senado, em votação secreta, da acusação de que teria pago despesas pessoais com o dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior. Na ocasião, 40 senadores votaram pela absolvição, 35 concordaram com o relatório que pedia a cassação por quebra de decoro parlamentar e 6 se abstiveram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.