Conselho deve encaminhar perícia em papéis de Renan

Nesta quarta, Renan deve receber relação de documentos que deverá entregar

11 de julho de 2007 | 16h16

Durante reunião marcada para esta quarta-feira, 11, a cúpula do Conselho de Ética deverá reunir os quesitos apresentados pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e pelo PSOL, autor da representação, para orientar a perícia que deverá ser finalizada pela Polícia Federal. Em seguida, o órgão solicitará à Mesa Diretora do Senado que requisite formalmente o aprofundamento da análise dos documentos apresentados pelo presidente do Senado em sua defesa. O presidente do conselho, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), e os relatores da representação por quebra de decoro parlamentar contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) - senadores Renato Casagrande (PSB-ES), Marisa Serrano (PSDB-MS) e Almeida Lima (PMDB-SE), comparecerão à reunião.Renan Calheiros também deverá receber, ainda nesta quarta-feira, a relação dos documentos que precisará entregar ao conselho para que a perícia possa ser concluída, como primeiras vias de notas fiscais e Guias de Transporte Animal (GTAs) referentes a vendas de gado ocorridas entre 2003 e 2006.Nesta semana, Renan foi alvo de mais uma denúncia, publicada na revista Veja , onde foi descoberta uma operação que possibilitou à família Calheiros vender uma fábrica de tubaína em Murici (AL) por R$ 27 milhões para a Schincariol, embora a empresa estivesse com problemas financeiros e não valesse mais do que R$ 10 milhões. A reportagem disse ainda, sobre a negociação, que Renan teria atuado em favor da Schincariol no INSS, para impedir que a dívida de R$ 100 milhões da cervejaria fosse executada, e na Receita Federal, contra a multa por sonegação de impostos. (Com Agência Senado)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.