Conselho de Ética rejeita pedido de cassação de Pedro Henry

Por nove votos contra a cinco, o Conselho de Ética da Câmara rejeitou o parecer do relator, Orlando Fantazzini (PT-SP), que recomendava ao plenário da Câmara a cassação do ex-líder do PP Pedro Henry (MS). O presidente do conselho, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), convocou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) para, no prazo de duas sessões, apresentar novo parecer, este pela rejeição do pedido de cassação. Durante o debate, Sampaio foi um dos parlamentares que defenderam Henry. O deputado Nelson Trad (PMDB-MS), favorável à cassação, disse que a absolvição de Henry "consagra a esbórnia partidária". Pedro Henry era acusado de participar das negociações entre PP e PT para levar o PP para a base do governo. Segundo o ex-deputado e ex-presidente do PTB Roberto Jefferson (RJ), Henry foi operador do mensalão dentro do PP".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.