UESLEI MARCELINO|REUTERS
UESLEI MARCELINO|REUTERS

Conselho de Ética deve notificar Delcídio nesta segunda

Processo que pode levar à cassação de ex-líder do governo no Senado, contudo, está parado devido ao recesso parlamentar

Isabela Bonfim, O Estado de S. Paulo

21 de dezembro de 2015 | 15h17

Brasília - O Conselho de Ética do Senado deve notificar o senador Delcídio Amaral (PT-MS) sobre a abertura de processo que pode levar à cassação de seu mandato ainda hoje. A ação, entretanto, não deve movimentar o processo, que fica parado devido ao recesso parlamentar. 

A informação foi confirmada pelo presidente do Conselho, João Alberto Souza (PMDB-MA), que explicou que o senador receberá o inteiro teor do documento da representação contra ele. A partir do dia seguinte à notificação, são contados dez dias úteis para que DelcídIo apresente sua defesa prévia.

Entretanto, João Alberto afirmou que a notificação não fará o processo caminhar por agora. "Como amanhã é recesso, o prazo vai contar a partir de fevereiro", argumenta. O recesso parlamentar ocorre entre 22 de dezembro e 3 de fevereiro. O presidente do Conselho defende que, durante esse período, o prazo não é válido. 

O advogado de Delcídio, Maurício Leite, afirmou que está em São Paulo e que, até o momento, a notificação ainda não foi feita. Segundo ele, Delcídio deve confirmar a notificação por meio de algum familiar ou por outro advogado. Feito isso, os representantes vão preparar a defesa prévia.

O senador Delcídio Amaral está detido em Brasília desde 25 de Novembro, acusado de tentar atrapalhar as investigações da Lava Jato. Em 1º de dezembro, os líderes da Rede e PPS no Senado protocolaram uma representação contra ele no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar. O presidente do Conselho, João Alberto, aceitou o processo e sorteou como relator do caso o tucano Ataídes de Oliveira (PSDB-TO). 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.