Conselho de Ética adia leitura de processo contra Mentor

Foi adiado para a próxima quinta-feira a leitura, no Conselho de Ética da Câmara do parecer do processo de cassação do deputado José Mentor (PT-SP). Ao anunciar o adiamento, o presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), foi contestado por integrantes do Conselho de Ética, que queriam uma explicação para essa decisão, já que a leitura constava da pauta dos trabalhos de hoje. Izar chegou a afirmar que o deputado acusado havia pedido o adiamento, mas Mentor, ao chegar no Conselho, depois de encerrada a reunião, disse que não fez o pedido.Os deputados Chico Alencar (PSOL-RJ), Orlando Fantazzini (PSOL-SP) e Júlio Delgado (PSB-MG) cobraram de Izar e do relator, Edmar Moreira, uma explicação mais clara para o adiamento. "Não ficou claro o motivo. É o impacto de ontem", afirmou o deputado Chico Alencar, referindo-se à absolvição, ontem, no plenário, dos deputados Roberto Brant (PFL-MG) e Professor Luizinho (PT-SP). "O peso de ontem pode ter influência hoje" afirmou Fantazzini, explicando que poderia ter havido interesse do acusado em esfriar a reação negativa das absolvições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.