Conselho de Ética absolve Renan do caso Schincariol

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente licenciado do Senado, foi absolvido hoje, no Conselho de Ética da Casa, da acusação de ter favorecido a cervejaria Schincariol junto à Receita Federal e ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e, por isso, ter quebrado o decoro parlamentar.O relatório do senador João Pedro (PT-AM), que pediu o arquivamento da representação, foi aprovado por 9 votos favoráveis e cinco abstenções, todas do PSDB e do DEM (ex-PFL).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.