Conselho de Ética abre processo contra Paulinho

O Conselho de Ética da Câmara instalou hoje processo disciplinar contra o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, acusado de envolvimento em esquema de desvio de dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O deputado nega qualquer envolvimento no caso.Se comprovada a participação dele no esquema, estará configurada a quebra de decoro parlamentar, o que pode levar à cassação de seu mandato de deputado. A decisão de abrir o processo foi aprovada apenas dez minutos após o início da sessão. Os conselheiros decidiram também que, como há dois pedidos iguais de abertura de processo - um do PSOL e um da Mesa Diretora da Câmara -, a decisão do Conselho será a de reunir os dois e indicar relator único para dar parecer sobre ambos.O relator do processo contra Paulinho será escolhido na sessão de hoje. O presidente do Conselho de Ética, Sérgio Moraes (PTB-RS), relembrou todos as regras regimentais, especialmente a que determina que a renúncia não interromperá o processo, se adotada após a publicação da decisão de sua abertura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.