Conselho da Unifesp indica reitor para substituir Fagundes

Pacheco Toledo Ferraz, professor de Psiquiatria vai comandar a universidade; vice-reitor anuncia saída

Carolina Freitas, da Agência Estado,

27 de agosto de 2008 | 12h37

O Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) decidiu nesta quarta-feira, 27, que o professor Pacheco Toledo Ferraz será o reitor pro tempore da instituição. O professor de Psiquiatria vai substituir Ulysses Fagundes Neto, acusado de gastos irregulares e uso indevido de seu cartão corporativo, que pediu demissão na segunda-feira. Foi anunciada ainda a saída do vice-reitor, Sérgio Tufik, e de quatro pró-reitores. A decisão do Conselho será informada ao Ministério da Educação, que precisa dar seu aval.   Veja Também: Entenda a crise dos cartões corporativos    Segundo a assessoria de imprensa da Unifesp, a escolha do reitor seguiu o critério de tempo de casa. Caberá a Toledo Ferraz coordenar a eleição de um novo reitor, em até 60 dias. Participaram da reunião do conselho - formado por representantes dos docentes, funcionários e alunos da universidade - cerca de 85 pessoas.   Toledo Ferraz pediu aos pró-reitores da gestão de Fagundes Neto que se mantivessem nos cargos. Eles se recusaram. Deixaram a universidade os pró-reitores de Graduação, Luiz Eugenio de Mello, de Extensão, Valter Albertone, de Pós-graduação, Helena Nader, e de Administração, Sérgio Draibe.   Acampamento   Cerca de 50 estudantes estão acampados na reitoria da universidade e pretendem fazer uma assembléia na quinta-feira. Eles exigem que a eleição para reitor seja direta e paritária. De acordo com a assessoria da Unifesp a negociação com os alunos só deve começar a partir do início do processo eleitoral.

Tudo o que sabemos sobre:
UnifespCartões Corporativos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.