Conselho dá uma semana para defesa de Bragato

O Conselho de Ética da Assembléia Legislativa deu uma semana para que o deputado Mauro Bragato (PSDB) apresente sua defesa contra as acusações de ter recebido propina da máfia da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). Os deputados também deliberaram que somente após da manifestação do tucano e de análise da documentação enviada pela Procuradoria-Geral de Justiça decidirão se será instaurado processo para apurar as denúncias contra o tucano.Ex-líder da bancada do PSDB, Bragato é suspeito de ter recebido R$ 104 mil, entre 2003 e 2005, da FT Construções, acusada pelo Ministério Público de liderar esquema de desvio de recursos na CDHU. A denúncia se baseia no depoimento de funcionários da empreiteira.O prazo dado pelo conselho para o deputado apresentar defesa termina na próxima quarta. A próxima reunião do conselho será no mesmo dia. A sessão de ontem começou a portas fechadas, mas os parlamentares recuaram e liberaram o acompanhamento dela à imprensa. As informações são do Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.