Conselho aprova indicação para evitar retorno de Jader

Apesar dos cinco votos contrários do PMDB, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado aprovou hoje uma indicação na qual sugere à Mesa Diretora do Senado o estudo de medidas adequadas para impedir o retorno do presidente licenciado do Congresso, senador Jader Barbalho (PMDB-PA), ao cargo. A licença de Jader expira na segunda-feira.Depois de muita discussão entre os aliados de Jader e senadores do PFL, PSDB e partidos de oposição, foi incluído no texto dessa indicação - uma figura prevista no regimento do Senado -, por sugestão do senador Jefferson Peres (PDT-PA), que Jader não reassumiria o comando da Casa, enquanto estiver sob investigação do Conselho.O líder do PMDB no Senado, Renan Carlheiros (AL), foi contra a proposta de indicação, aprsentada pela senadora Heloísa Helena (PT-AL). Os senadores do PMDB, para contestar, propuseram uma visita a Jader, e não que se formalizasse uma posição política do Conselho à Mesa. Entretanto, a indicação de Helena obteve nove votos contra os cinco do PMDB.A votação do relatório ficou para, possivelmente, dia 19, mas caberá ao novo presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, a ser eleito nesta quinta-feria, marcar a data definitiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.