Conselheiro reclama de promotor que acusou Tiririca

Segundo o CNMP, promotor passou a atacar o candidato depois que a denúncia foi recusada

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

26 de outubro de 2010 | 11h13

SÃO PAULO - O conselheiro Bruno Dantas, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), protocolou na segunda-feira, 25, uma reclamação disciplinar contra o promotor de Justiça Maurício Antonio Ribeiro Lopes, que questionou a validade da candidatura do deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca.

O promotor entrou com duas representações na Procuradoria Regional Eleitoral, sob a alegação de que Tiririca seria analfabeto, e propôs a realização de teste para aferir os conhecimentos do deputado eleito. Também denunciou Tiririca por suposta falsificação de documentos.

Segundo o CNMP, o promotor passou a atacar o candidato pela imprensa depois que a denúncia foi recusada pelo juiz eleitoral e que os pedidos de reexame da candidatura foram negados pelo corregedor regional eleitoral, sob o argumento de que as condições de elegibilidade de Tiririca já haviam sido apuradas pela Justiça Eleitoral.

Segundo Dantas, esse comportamento é "incompatível com a função ministerial". A reclamação será analisada pela Corregedoria Nacional do MP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.