Conheça o primeiro político alvo da Lava Jato a ser julgado no STF

Segundo a PGR, Nelson Meurer e o PP teriam recebido 161 repasses, que totalizaram R$ 357,9 milhões, entre 2006 e 2014

O Estado de S.Paulo

Nelson Meurer (PP), de 75 anos, é deputado federal pelo Paraná desde 1993. Nascido em Bom Retiro, ele filiou-se ao PDS, a antiga Arena, partido de sustentação da ditadura militar, em 1981. Tornou-se prefeito de Francisco Beltrão, no interior do Estado em 1989, após ter sido representante de entidades agrárias no Paraná.

+ Fachin marca para dia 15 julgamento de Meurer, primeira da Lava Jato no STF; depois, Gleisi

O inquérito que apurou seu envolvimento na Operação Lava Jato chegou ao Supremo Tribunal Federal  em 2015. O parlamentar se tornou réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em junho de 2016, quando a Segunda Turma aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Continua após a publicidade

Nelson Meurer (PP-PR) é acusado por lavagem de dinheiro e corrupção Foto: Ed Ferreira/Estadão

Segundo a PGR, teriam sido feitos pelo menos 161 repasses ao PP e ao deputado, que totalizaram R$ 357,9 milhões, entre 2006 e 2014, em esquema envolvendo o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff. Segundo a denúncia, dois de seus filhos o ajudaram a ocultar esses bens.

+ Com 21 deputados investigados, PP é a 2ª maior bancada da Câmara

Meurer deve ser o primeiro réu com prerrogativa de foro a ser julgado na Lava Jato em virtude do risco de prescrição da denúncia - previsto para 21 de junho. 

+ Nelson Meurer pede adiamento de julgamento de ação penal, primeira da Lava Jato no STF

“Estou com a consciência tranquila e tenho certeza absoluta que a Segunda Turma do STF vai analisar e me absolver”, diz o deputado, que deve se aposentar da vida pública neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Conheça o primeiro político alvo da Lava Jato a ser julgado no STF

Segundo a PGR, Nelson Meurer e o PP teriam recebido 161 repasses, que totalizaram R$ 357,9 milhões, entre 2006 e 2014

O Estado de S.Paulo

Nelson Meurer (PP), de 75 anos, é deputado federal pelo Paraná desde 1993. Nascido em Bom Retiro, ele filiou-se ao PDS, a antiga Arena, partido de sustentação da ditadura militar, em 1981. Tornou-se prefeito de Francisco Beltrão, no interior do Estado em 1989, após ter sido representante de entidades agrárias no Paraná.

+ Fachin marca para dia 15 julgamento de Meurer, primeira da Lava Jato no STF; depois, Gleisi

O inquérito que apurou seu envolvimento na Operação Lava Jato chegou ao Supremo Tribunal Federal  em 2015. O parlamentar se tornou réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em junho de 2016, quando a Segunda Turma aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Continua após a publicidade

Nelson Meurer (PP-PR) é acusado por lavagem de dinheiro e corrupção Foto: Ed Ferreira/Estadão

Segundo a PGR, teriam sido feitos pelo menos 161 repasses ao PP e ao deputado, que totalizaram R$ 357,9 milhões, entre 2006 e 2014, em esquema envolvendo o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff. Segundo a denúncia, dois de seus filhos o ajudaram a ocultar esses bens.

+ Com 21 deputados investigados, PP é a 2ª maior bancada da Câmara

Meurer deve ser o primeiro réu com prerrogativa de foro a ser julgado na Lava Jato em virtude do risco de prescrição da denúncia - previsto para 21 de junho. 

+ Nelson Meurer pede adiamento de julgamento de ação penal, primeira da Lava Jato no STF

“Estou com a consciência tranquila e tenho certeza absoluta que a Segunda Turma do STF vai analisar e me absolver”, diz o deputado, que deve se aposentar da vida pública neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.