Congresso só volta a trabalhar na próxima terça-feira

Com a agenda política completamente esvaziada nesta semana, o Congresso só terá movimento a partir da próxima terça-feira, quando foram marcadas sessões de votação na Câmara e no Senado. As duas Casas estão com a pauta do plenário trancada por medidas provisórias que terão de ser votadas antes de qualquer outra matéria. No Senado, são seis as MPs que já foram votadas na Câmara e bloquearam as votações na semana passada. A primeira delas é a que cria cargos para as agencias reguladoras a serem preenchidos por concurso público.Na Câmara, há três MPs trancando a pauta: a que aumenta os limites do Simples, a que abre crédito de R$ 350 milhões para o Ministério dos Transportes e a que abre crédito de R$ 74,5 milhões para os ministérios da Agricultura e de Relações Exteriores. Mesmo com a pauta trancada por MPs, está marcada para a quarta-feira a votação de dois processos de cassação. Como é um assunto considerado interno da Casa, os julgamentos podem ser feitos mesmo com a pauta travada por MPs. Serão votados no plenário, última etapa do processo, os pedidos de cassação dos deputados Roberto Brant (PFL-MG) e Professor Luizinho (PT-SP).

Agencia Estado,

01 de março de 2006 | 14h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.