Congresso promulga emenda que acaba com a verticalização

Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), assinaram, na manhã desta quarta-feira, a emenda constitucional que acaba com a verticalização das coligações partidárias, que obriga os partidos a repetirem nos estados as alianças federais.Na última segunda-feira, o presidente do Senado afirmou que com a promulgação da emenda a verticalização não teria mais validades nas eleições deste ano.PSB entrará com açãoO líder do PSB na câmara, deputado Renato Casagrande, afirmou que o partido entrará com uma Adin contra a interpretação do TSE de que a verticalização ainda tem validade este ano. Segundo ele, o Tribunal cometeu um equívoco em fevereiro de 2002 quando determinou a verticalização e cometeu outro erro ao invocar o princípio da anualidade para manter a verticalização valendo este ano. Além da Adin, Casagrande afirmou que o partido fará uma nova consulta ao TSE para "dar uma oportunidade" para o Tribunal se pronunciar sobre o tema, já com a emenda que acaba com a verticalização promulgada pelo Congresso Nacional.

Agencia Estado,

08 de março de 2006 | 12h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.