Congresso no AM debate falta de oportunidade para índios

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e o Movimento dos Estudantes Indígenas do Amazonas (Meiam) promove, a partir de amanhã, o I Congresso de Adolescentes e Jovens Indígenas de São Gabriel da Cachoeira, município a 858 quilômetros de Manaus. O debate está centrado na falta de oportunidades de educação para os jovens índios e aborda também temas polêmicos, como o suicídio e o alcoolismo nas tribos.Nos últimos dois anos, 8 adolescentes indígenas cometeram suicídio por enforcamento e outros 15 tentaram, mas foram salvos. Há um inquérito na Polícia Civil local buscando as causas, mas antropólogos que estudam essas comunidades apontam a falta de perspectiva de crianças e adolescentes das mais de 50 etnias da região.Cerca de 90% da população do município de São Gabriel é indígena - a maior população absoluta de índios do País.O Congresso terá apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e vai até a próxima sexta-feira. De acordo com uma das líderes do Meiam, Juliana Silva, temas como prostituição, DST, aids e alcoolismo também vão a debate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.