Congresso inicia recesso na 4a-feira com caso Renan inacabado

O Congresso entra em recesso a partirde quarta-feira, deixando sem solução o processo por quebra dedecoro parlamentar contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL).A paralisação dos trabalhos vai até 31 de julho. Em uma das últimas ações antes do recesso, a Mesa Diretorado Senado deve ter na terça-feira reunião que vai analisar opedido de nova perícia pela Polícia Federal nos documentos dedefesa apresentados pelo senador. Recebido o pedido, a Polícia Federal informa que precisaráde 20 dias para averiguar a autenticidade das notas fiscais decompra e venda de gado, origem dos recursos alegados por Renanpara o pagamento de uma pensão à mãe da filha de três anos queteve fora do casamento. Ele é suspeito de ter essas despesaspagas por um lobista da construtora Mendes Júnior. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue visitandocapitais dos Estados para dar continuidade ao lançamento doPlano de Aceleração do Crescimento (PAC). A seguir os principais eventos políticos previstos para asemana. TERÇA-FEIRA -- O presidente Lula participa às 9h30 de reunião doConselho de Desenvolvimento Econômico e Social no Palácio doPlanalto. Em pauta, as reformas política e tributária e a instalaçãodo grupo temático de biocombustíveis. Representantes do ComitêEconômico e Social Europeu participam do encontro. Fazem partedo conselho 13 ministros e 90 líderes da sociedade civil. -- Reunião da Mesa Diretora do Senado vai analisar o casoRenan Calheiros, às 11h. -- O Senado tem cinco medidas provisórias obstruindo apauta, entre elas a que reestrutura o Ibama e cria o InstitutoChico Mendes de Conservação da Biodiversidade. QUARTA-FEIRA -- Início do recesso do Congresso, que vai até 31 de julho. QUINTA-FEIRA -- O presidente Lula viaja a Porto Alegre, onde faz olançamento do programa de investimentos em saneamento eurbanização, parte do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). -- O mesmo programa é lançado à tarde por Lula emFlorianópolis. SEXTA-FEIRA -- O presidente Lula estará em Curitiba para mais umlançamento do PAC. -- Lula ainda comparece às comemorações dos 110 anos daAcademia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro, às 17h30. -- O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia(PT-SP), estará em Washington onde participa de encontro commembros do Conselho de Negócios Brasil-Estados Unidos. Aexpectativa é que o deputado trate das prioridades do segundomandato do governo Lula, assim como leis que afetam o comércioe o investimento estrangeiro. NA SEMANA -- O partido Democratas deve ingressar no Supremo TribunalFederal com Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contraa aprovação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2008.A sigla questiona a previsão de receita para o ano que vem coma arrecadação da CPMF, que deixa de vigorar no final deste ano.Já está na Câmara emenda constitucional que prorroga acontribuição. (Por Carmen Munari)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.