Congresso faz esforço para desobstruir pauta

O Congresso realiza, esta semana, o último esforço concentrado antes das eleições de outubro. O presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), convocou todos os parlamentares para estarem em Brasília amanhã e quarta-feira. Será mais uma tentativa de desobstruir a pauta de votações. O projeto mais importante, que conta com o apoio dos principais candidatos à corrida presidencial, acaba com a cumulatividade na cobrança do PIS/Pasep. Considerada fundamental para o aumento das exportações, a proposta, no entanto, esbarra em resistências de integrantes da própria base governista, que representam os setores da agroindústria e de serviços. Eles alegam aumento de carga tributária com a mudança nas regras da cobrança do PIS. Para a votação desse projeto, a Câmara precisa desobstruir a pauta votando, em primeiro lugar, a medida provisória que trata do parcelamento de débitos tributários dos Estados, municípios e de empresas, em processo de falência ou de liquidação.Se essa MP for votada, estará aberto, portanto, o espaço para a votação do fim da cumulatividade, já que outros dois itens da pauta, segundo disse o líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), não são polêmicos. O maior desafio de Aécio Neves, no entanto, é reunir em Brasília um número de deputados suficiente para votação de matérias em plena campanha eleitoral nos Estados, onde os parlamentares tentam a reeleição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.