Sebastião Moreira / EFE 30.08.2011
Sebastião Moreira / EFE 30.08.2011

Congresso deve aprovar a Comissão da Verdade em setembro

Expectativa, segundo Celso Amorim, é que o texto enviado por Lula seja aprovado sem alterações

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

30 de agosto de 2011 | 15h50

O ministro da Defesa, Celso Amorim, disse nesta terça-feira, 30, que acredita que o projeto de lei que cria a Comissão da Verdade será votado no Congresso em setembro. Ele ressaltou que chegou a hora de "virar a página" sobre o tema. A proposta foi enviada em 2010 e tramita desde então na Câmara. A expectativa do Ministério da Defesa é a de que seja aprovado sem alteração o texto enviado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Eu acho que será em setembro, é importante e nós temos de virar essa página", afirmou, após participar do 6º Seminário Livro Branco de Defesa Nacional, promovido na capital paulista.

Mais cedo, no mesmo evento, o assessor especial do Ministério da Defesa, o ex-deputado federal José Genoino havia afirmado que a expectativa é mesmo de que o projeto seja apreciado e votado em setembro. Disse também que o Ministério da Defesa já havia discutido o assunto com o PSDB, DEM, PPS e PV, além dos partidos da base aliada.

O ministro destacou que o projeto é "adequado" e "satisfatório" tanto do ponto de vista das Forças Armadas como de boa parte daqueles que militam em favor dos Direitos Humanos. "No governo federal, existe acordo e é importante que o projeto enviado seja aprovado", afirmou. "Tenho falado com lideranças da Câmara dos Deputados e do Senado e tenho encontrado uma boa receptividade", acrescentou. Em sua proposta original, o projeto possibilita o esclarecimento de casos de violação de Direitos Humanos durante a ditadura militar.

Tudo o que sabemos sobre:
comissão da verdadedefesaAmorim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.