ANDRÉ DUSEK|ESTADÃO
ANDRÉ DUSEK|ESTADÃO

Congresso derruba parcialmente veto que autoriza a União a vender seus imóveis

Parlamentares quiseram garantir o repasse de 20% do valor da venda aos municípios onde o terreno se localiza e votaram este artigo separadamente

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2016 | 19h53

BRASÍLIA - A maioria dos parlamentares optou por derrubar parcialmente, nesta terça-feira, 24, o veto ao projeto que autoriza a União a vender seus imóveis. A presidente afastada Dilma Rousseff também havia vetado apenas parcialmente o projeto, e o veto foi mantido, mas os parlamentares quiseram garantir o repasse de 20% do valor da venda aos municípios onde o terreno se localiza e votaram este artigo separadamente.

PT e Rede se posicionaram em obstrução à matéria para dificultar a apreciação. O recurso tem sido utilizado ao longo do dia para atrasar a sessão e impedir a votação da revisão da meta fiscal.

Após o quórum mínimo para a votação ser alcançado, os partidos em obstrução indicaram voto contrário, ou seja, pela derrubada do veto de Dilma, assim como a base de Temer. Na Câmara, o destaque ao veto foi derrubado por 293 votos contra 3. Em seguida, o Senado confirmou a derrubada do destaque por 44 votos a 2.

Línguas indígenas. O Congresso manteve o veto integral da presidente Dilma Rousseff ao projeto que garantia a índios o uso de língua materna e processo próprio de aprendizagem.

Mais conteúdo sobre:
UniãoDilma RousseffPTRede

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.