Congresso da Força reúne cinco mil sindicalistas

Mais de cinco mil sindicalistas de todo o País e do exterior participam, hoje e amanhã, do 4º Congresso Nacional da Força Sindical na Praia Grande, litoral de São Paulo. "O objetivo do evento é definir os rumos da entidade, o próprio sindicalismo, e eleger os novos secretários da Central", disse o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, que espera se eleger para mais um mandato de quatro anos na entidade.O candidato à presidência da República, Ciro Gomes, aproveitando a oportunidade para intensificar sua campanha, afirmou que a Força Sindical é uma das mais importantes instituições sindicais do País e, na medida em que se organiza e reúne forças do País inteiro, em um momento delicado de grandes incertezas da vida nacional, faz o que deve fazer o sindicalismo moderno. "Entidades deste tipo não devem reagir apenas ?topicamente? à luta justa por melhores salários, com greves e manifestações nas portas das fábricas, mas devem ter também aquele momento de reflexão e debate pluralista e aberto, para que da força do trabalho brasileiro possam sair propostas alternativas que o Brasil precisa", disse Gomes.O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin destacou a importância do evento "como um espaço para debates de grandes questões, como a globalização, reformas do Estado, a participação da mulher na vida pública, a saúde do trabalhador, a relação capital-trabalho". A Força Sindical investiu R$ 1,3 milhão no evento, onde os sindicalistas se reunirão em colônias de férias de algumas entidades filiadas à central sindical.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.