Congresso da Abraji reúne 700 jornalistas em São Paulo

Cerca de 200 painéis e várias premiações compõem o programa do evento, que começahoje e vai até sábado

O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2014 | 02h03

A realização de cerca de 200 painéis, cursos e debates, durante três dias, e a entrega do Prêmio Abraji de Contribuição ao Jornalismo à Associação Contas Abertas são alguns dos destaques do 9.º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, realizado de hoje até sábado, em São Paulo. Promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o encontro reunirá - no câmpus das Faculdades Anhembi Morumbi, na zona sul da capital - cerca de 700 profissionais do Brasil, dos EUA, da América Latina e da África. A largada será dada às 9 horas, com o painel "Inovação na TV e fora da TV".

Neste primeiro dia, o programa prevê também uma homenagem especial ao jornalista Elio Gaspari, ex-diretor de Veja e colunista dos jornais Folha de S.Paulo e O Globo, por sua contribuição ao jornalismo, e outra em memória do cinegrafista Santiago Andrade - que trabalhava para a TV Band e morreu atingido por um rojão em manifestação no Rio de Janeiro, em fevereiro passado.

O prêmio à ONG Contas Abertas será recebido, às 16 horas, por seu diretor, o economista Gil Castelo Branco. "Mesmo nascido com fundamentos econômicos, o Contas Abertas encontrou no jornalismo seu grande usuário", disse ele ao ser informado da premiação. "O Gil e sua turma não só nos auxiliaram com informações valiosas como nos ensinaram a buscá-las e interpretá-las", acrescenta Marcelo Beraba, diretor da Sucursal do Rio de Janeiro do Estado e conselheiro da Abraji.

Basômetro. O lançamento de vários livros de jornalistas vai movimentar a agenda dos três dias. Um desses títulos é Jornalismo de Dados e Ciência Política, coletânea de artigos de cientistas políticos de várias universidades brasileiras, escritos a partir de informações obtidas com o Basômetro, ferramenta de análise política inovadora criada pelo Estadão Dados.

A apresentação do livro será precedida de debate conduzido por seus organizadores - os cientistas políticos Humberto Dantas, do Insper, e Marco Antonio Teixeira, da FGV, mais o jornalista José Roberto de Toledo, atual presidente da Abraji e colunista do Estado.

O espírito investigativo, foco central das atividades da Abraji, dá o tom da maioria dos painéis. Entre as 9 horas e 17h30 de hoje, por exemplo, haverá apresentações e debates sobre temas como "O Poço de Escândalos da Petrobrás", "Como Flagrar Crimes Eleitorais", 'Como Investigar o Gasto Público" e "Internet e Estratégia Eleitoral". Claudio Weber Abramo, da Transparência Brasil, apresentará o tema "Lei Anticorrupção: a hora e a vez dos corruptores".

Entre os participantes estrangeiros estarão Aron Pilhofer, editor executivo de meios digitais do jornal The Guardian, Anya Schiffrin, professora da Universidade Columbia, em Nova York e Joshua Avis, do New York Times. Um dos eventos paralelos do encontro será a hackatona (maratona de hackers) "Jornalistas, hackers e apps", da qual participará o Estadão Dados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.