Confronto entre sem-terra deixa dois feridos no Paraná

Um confronto entre integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e do Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast) deixou duas pessoas feridas a tiros, sem gravidade, e várias outras com escoriações. Eles disputam a Fazenda Bom Jardim Pau D´Alho, em Ribeirão do Pinhal, a 350 quilômetros de Curitiba, no norte do Paraná, que tem uma parte de 960 hectares sendo negociada com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para o assentamento de 60 famílias. No começo do ano integrantes do Mast haviam invadido a propriedade. No mês passado, a pedido do Incra, que queria facilitar a negociação com a Agropecuária Taguá, eles deixaram a área e foram para a beira da estrada. Mas há uma semana o MST invadiu a fazenda, alegando ter mais direito que os integrantes do outro movimento. O Mast não queria perder a possibilidade de conquistar a terra e voltou a entrar na área. Na manhã de hoje, integrantes do MST que estão na Fazenda Itambé, que também está sendo adquirida pelo Incra, reforçaram a ocupação na área vizinha e aconteceu o confronto. De acordo com o tenente Anderson Piske, os tiros atingiram integrantes do Mast no braço e na perna. Eles foram medicados e retornaram ao acampamento. Vários carros dos dois movimentos ficaram bastante depredados. Na tarde de hoje, Piske garantiu que a tranqüilidade já tinha retornado ao local. O MST ficou na propriedade, enquanto o Mast foi para as margens da estrada. A Polícia Militar mantém viaturas no local para evitar que os ânimos voltem a se acirrar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.