Confronto entre PMs e invasores faz 45 feridos

Pelo menos 45 pessoas saíram feridas, 35 delas policiais militares, durante confronto nesta manhã, na desocupação de uma área de terra no Aurá, onde vivem duas mil pessoas, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. A tropa de 120 homens da Polícia Militar, munida de mandado de reintegração de posse, teria espancado alguns moradores, gerando uma violenta reação. Com estacas, foices e facões, os invasores partiram para o ataque contra os militares. Durante o confronto, nove invasores saíram feridos, dentre eles duas mulheres grávidas e uma criança, que estão internados no Pronto Socorro Municipal de Belém. Um cinegrafista da TV Record, de Belém, também saiu ferido e está internado em uma clínica particular. Segundo a assessoria de imprensa da PM, dos 35 militares feridos, dois estão em estado grave. Um corre o risco de perder um olho, enquanto o outro apresenta escoriações na cabeça e abdome. Todos receberam os primeiros socorros no Hospital da Polícia Militar. A assessoria estima que mais PMs teriam saído feridos no episódio e levados para outros hospitais de Belém.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.