Confronto deixa cinco feridos em fazenda em Goiás

Cinco pessoas ficaram feridas depois de uma troca de tiros entre sem-terra e funcionários da Fazenda Porteirão na noite deste domingo, em Caiapônia, no Sudoeste Goiano, a 328 quilômetros de Goiânia. A sem-terra Eva Vieira Cardoso de Castro, de 49 anos, foi baleada na barriga e está internada em estado grave. Os sem-terra acusam o dono da fazenda, Caio Pereira Lima, de ter efetuado os disparos. O marido de Eva, Oscalino José Rodrigues, de 46 anos foi atingido na perna. O posseiro Carlos Xavier de Souza, de 51 anos, levou dois tiros nas pernas. O sem-terra José do Carmo Adorno, de 33, foi baleado no ombro. O empregado da fazenda Enésio Mendes dos Santos, de 39 anos, irmão do tratorista Adão Mendes dos Santos, de 26, também foi ferido na perna ao tentar defender o irmão das agressões dos sem-terra, que atiravam ferramentas contra o trator que Adão manobrava contra a cerca. A polícia informou que o conflito começou depois que o grupo de 40 sem-terra que ocupa a propriedade reagiu à tentativa do dono da fazenda, Caio Pereira da Silva, de derrubar uma cerca que os posseiros construíam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.