Conflito com sem-terra deixa um morto em Rondônia

Um grupo de sem-terra é acusado de matar a pauladas e golpes de machado Paulo Brizola Nunes, de 51 anos, funcionário da fazenda Noroeste, em Cabixi, a 820 quilômetros de Porto Velho. Localizada próximo à fronteira com o Mato Grosso, a fazenda está ameaçada de invasão.Nunes estava em uma moto, junto com outro funcionário da Noroeste, identificado como "Coco", quando foi atacado pelo grupo. Os sem-terra estenderam um fio de arame farpado na estrada, derrubando-os. Logo que levou as primeiras pauladas, Nunes teria ficado desacordado. Ele teve fratura no crânio e perdeu massa cefálica. "Coco" ficou com escoriações nas costas e nos braços, mas conseguiu fugir e chegar ao quartel da Polícia Militar em Cabixi.Os policiais militares encontraram o corpo de Nunes, mas o acampamento dos sem-terra estava abandonado.O grupo, que estava acampado próximo ao local do ataque há dois meses, havia sido retirado por determinação da Justiça da fazenda Pontal do Cabixi. Os sem-terra estavam impedindo o trânsito no local, e são acusados de agressões a outras pessoas que tentaram passar pela estrada, que dá acesso ao Mato Grosso.Em conflitos anteriores eles alegavam que estavam se defendendo, porque fazendeiros teriam contratado pistoleiros para impedir novas invasões na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.