Confirmada morte por dengue hemorrágica na Baixada Santista

A Direção Regional de Saúde (DIR/19) confirmou a primeira morte por dengue hemorrágica na Baixada Santista. A paciente, de 53 anos, que morava em Praia Grande, morreu no último dia 31 de março, no Hospital Arthur Domingues Pinto, em Santos. Antes disso, ela havia passado pela Santa Casa de Praia Grande, onde foi atendida e dispensada.A confirmação da doença foi feita pelo Instituto Adolfo Lutz. Trata-se do terceiro caso de dengue hemorrágica na região. Os outros dois pacientes, um homem de 32 anos e uma menina de 5, estiveram internados por mais de duas semanas, mas tiveram alta e passam bem no momento.Desde o início deste ano, a DIR já notificou 7.756 casos de dengue autóctone na região, com apenas três ocorrências da forma mais grave da doença. Outros 25 casos estão sendo analisados pelo IAL, uma vez que os pacientes apresentaram sinais compatíveis de dengue hemorrágica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.