Confira o que muda com as novas regras para passagens

A Câmara dos Deputados anunciou que vai baixar por meio de ato as novas regras para uso de passagens aéreas. Com a decisão, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e os líderes partidários  evitam um eventual desgaste de uma votação em plenário.

da Redação

28 de abril de 2009 | 13h53

 

Confira o que muda com as novas determinações:

 

1. A cota passará a ser denominada verba de transporte aéreo. O valor da verba será definido de acordo com o estado do parlamentar. O menor valor - R$ 3.764,58 - será destinado aos deputados do Distrito Federal. O mais alto - R$ 14.989,95 - valerá para os parlamentares de Roraima.

 

2. As medidas também acabam com a possibilidade de acúmulo de sobras da verba de um ano para o outro.

 

3.Os bilhetes só poderão ser usados pelo próprio parlamentar ou por assessores em viagens nacionais. No caso desses últimos, a viagem terá que ser comunicada à Mesa Diretora.

 

4. Todo mundo recebe igual. Líderes partidários não têm mais direito a cota suplementar de 25%.

 

(Com Agência Câmara)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.