Andre Penner/AP
Andre Penner/AP

Confederação Israelita do Brasil decide processar Ciro Gomes

Conib afirma que ex-candidato à Presidência fez afirmação antissemita; 'Não vemos Ciro ligar outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil', diz nota

Cecíla do Lago, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2019 | 20h25

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) vai processar o ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) por antissemitismo.

Em entrevista ao site HuffPost Brasil publicada no sábado, 20, Ciro afirmou que “agora Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir”. “Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense. Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão”, disse o ex-ministro.

“Mais uma vez, Ciro Gomes nos ataca de forma generalizada, agora chamando membros da comunidade de 'corruptos'. Não vemos Ciro ligar outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil”, disse a Conib em nota, pedindo retratação. Ciro não foi localizado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.