Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

'Condutas ilícitas do relatório ilustram desordem no País', diz Wilder Morais

Senador afirma que presidente 'dá sinais de que não tem prestígio, força ou respaldo político' para governar o Brasil

Luísa Martins e Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2016 | 20h45

BRASÍLIA - O senador do DEM Wilder Morais (GO) disse que Dilma "dá sinais de que não tem prestígio, força ou respaldo político" para governar. "Cada conduta ilícita ilustra estado de desordem que tomou conta do país", disse.

Ele anunciou que irá votar com o relator, Antonio Anastasia (PSDB-MG), que deu parecer favorável à admissibilidade do processo de impeachment. "O Brasil necessita urgentemente de um governante capaz de dialogar com toda corrente política do Congresso", sugeriu.

Segundo Morais, o brasileiro "continua de pé graças à própria luta". Ele citou, ainda, a necessidade de "discutir leis penais e violência" e elogiou Henrique Meirelles, cotado para o Ministério da Fazenda de um eventual governo Michel Temer (PMDB-SP). "É preciso gastar só o que se tem e não quebrar os contribuintes", afirmou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.