Condenado, Tolentino entrega passaporte ao STF

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por envolvimento com o mensalão, o advogado Rogério Tolentino entregou seu passaporte à Corte. A providência foi uma antecipação ao pedido feito ao STF na semana passada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para que os 25 condenados no processo tenham os seus documentos de viagem apreendidos.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

30 de outubro de 2012 | 17h05

Gurgel quer evitar risco de fuga dos réus. O procurador requereu que o Supremo determine a prisão imediata dos condenados. Mas ele reconhece que dificilmente o tribunal tomará a medida. A jurisprudência da Corte sinaliza que o Supremo somente determinará prisões após a análise de eventuais recursos.

O procurador começou a pensar na medida preventiva de apreensão de passaportes quando foi informado, no mês passado, que um dos réus do processo, o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, estava na Itália desde julho. Pizzolato voltou para o Brasil na véspera do primeiro turno da eleição para prefeito.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojulgamentopassaporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.