Condenado por comprar voto a R$ 10 apela ao TSE

Detido em flagrante e condenado por compra de votos, o eleitor Raimundo Nonato da Silva, morador do município de Itatiba (SP), entrou com recurso contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). A pena imposta pelo crime eleitoral foi de prestação de serviços à comunidade.De acordo com os autos, no dia 1º de outubro de 2006, dia da eleição, Nonato teria dado, oferecido e prometido a diversos eleitores R$ 10 em troca de votos para o deputado federal Arnaldo Jardim (PPS), ao deputado estadual David Zaia (PPS) e à candidata a deputada estadual, não eleita, Marina Bredariol (PPS).A representação foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral e a decisão condenatória do TRE paulista, por maioria de votos, reformou parcialmente a sentença do juiz eleitoral do município, que condenava Nonato a 5 anos de reclusão. O juiz condenava também mais dois eleitores, que foram absolvidos pelo tribunal.Os advogados de Nonato alegam, no recurso, que houve cerceamento do seu direito de defesa. As informações são de O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.