Condenado a 8 anos de prisão aidético que contaminou namorada

O 2º Tribunal do Júri da Capital - em decisão inédita na Justiça brasileira - condenou a oito anos de prisão, por tentativa de morte, José Luiz Corrêa de Moura, de 42 anos, que contaminou com o vírus da Aids a namorada M.M.J.Por se tratar de crime hediondo, o juiz Tércio Pires determinou que a pena seja cumprida integralmente em regime fechado, sem direito a qualquer benefício. A apelação poderá ser feita em liberdade.O promotor que apresentou a denúncia, em fevereiro do ano passado, disse que José Luiz empregou "meio insidioso" ( traiçoeiro), pois, mesmo sabendo ser soropositivo, não informou a vítima.A sentença, divulgada nesta quinta-feira, foi proferida no dia 20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.