Conclusão sobre fraude em votação sai em 30 dias

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Ramez Tebet (PMDB-MS), afirmou hoje que o processo de investigação sobre a violação do painel eletrônico de votações deve ser encerrado em 30 dias. Segundo ele, o depoimento da ex-diretora do Prodasen, Regina Borges, foi considerado "gravíssimo". "Não posso emitir opiniões, mas se houver comprovação dos fatos como eles se apresentam, a pena é cassação", afirmou.Na próxima terça-feira serão ouvidos os cinco funcionários do Senado envolvidos na violação do sistema eletrônico. Ainda não há data marcada para os depoimentos dos senadores Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) e José Roberto Arruda (PSDB-DF) mas a expectativa é de que estes ocorram nas próximas quinta e sexta-feiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.