Concessionárias de rodovias têm déficit no RS

As nove concessionárias de estradas do Rio Grande do Sul apresentaram déficit acumulado de R$ 201 milhões desde 1998, ano de início do programa de concessões rodoviárias do Estado. O cálculo é da Associação Gaúcha de Concessionárias de Rodovias (AGCR), que reúne as empresas. Segundo a entidade, as concessionárias estão cientes de que o retorno dos investimentos se dará a longo prazo, dentro de oito anos. De 2001 a 2004, o investimento previsto pelas empresas, na malha, é de R$ 411 milhões. O Rio Grande do Sul tem 26% da sua malha rodoviária concedida à iniciativa privada, num total de 2.700 km. Em maio, as empresas registraram a ocorrência de 541 acidentes de trânsito, número 9% menor do que em abril. A AGCR informa que tomou posse seu novo presidente, o engenheiro Sérgio Coelho da Silva, da Univias, que ficará à frente da entidade até 2003. As concessionárias gaúchas são: Univias-Metrovias (região de Porto Alegre), Coviplan (região de Carazinho), Rodosul (região de Vacaria), Ecosul (região de Pelotas), Convias (região de Caxias do Sul), Brita Rodovias (Gramado), Sulvias (Lajeado), Santa Cruz Rodovias (região de Santa Cruz) e Concepa (administradora da Free Way, que liga Porto Alegre ao litoral Norte do Estado).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.