André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Como presidente em exercício, Maia recebe a família no Palácio do Planalto

A deputada eleita pelo PSL, a jornalista Joice Hasselmann, aproveitou para visitar o gabinete do presidente em exercício

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2018 | 18h20

BRASÍLIA - Depois de passar o período eleitoral sem ocupar a Presidência da República durante as viagens que Michel Temer fez ao exterior por restrições da legislação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou na quinta-feira, 15, ao gabinete presidencial enquanto o emedebista estava na Guatemala em visita oficial. Maia aproveitou o dia tranquilo, no meio do feriado da Proclamação da República, para receber a família no Palácio do Planalto.

Pai de cinco filhos – o mais novo, Felipe, nascido em janeiro deste ano –, Maia recebeu a visita dos pais, Mariangeles e César Maia (ex-prefeito do Rio de Janeiro), de parte dos filhos e sobrinhos na sede do governo federal. As crianças aproveitaram para fazer uma visita guiada pelo prédio projetado por Oscar Niemeyer.

Maia também fez fotos com os familiares no gabinete da Presidência e, em uma delas, postadas em rede social, o filho Rodrigo, de 3 anos, aparece sentado na cadeira presidencial, ao lado do pai e do avô.  “Hoje (ontem), mais uma vez, assumi de forma interina a Presidência da República. E foi um dos dias mais especiais pela presença dos meus pais, Mariangeles, César Maia, dos meus sobrinhos Betina, Cesinha e Joaquim e parte dos meus filhos, Ana Luiza, Maria Antônia e Rodrigo”, escreveu.

Temer viajou para a reunião da Cúpula Ibero-Americana, na Guatemala. Antes de receber a família, Maia teve uma reunião com o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e depois com o  presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti.

No fim da tarde, foi a vez da deputada eleita pelo PSL, a jornalista Joice Hasselmann (SP) passar pelo gabinete do presidente em exercício. Eleita com mais de 1 milhão de votos, Joice disse ao Estadão/Broadcast que no encontro tratou de algumas questões sobre o Congresso e a composição de maioria para evitar as chamadas “pautas bombas” no próximo governo.

Sem entrar em detalhes, ela afirmou que os dois também falaram sobre a presidência da Câmara. “Tenho me reunido com ele e com outros líderes da Câmara semanalmente”, afirmou. “Sobre a presidência (da Câmara) é um tema que ainda está sendo debatido, inclusive dentro do PSL”, disse.  Um encontro entre os 52 deputados eleitos pelo PSL deve ser realizado na próxima semana em Brasília, quando deve ser discutido o apoio do partido ou indicação de algum candidato para concorrer ao cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.