Como candidato, Aécio não tem novidade, diz Déda

O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), rebateu nesta quarta-feira o discurso de críticas ao PT e ao governo da presidente Dilma Rousseff, feito hoje pelo senador Aécio Neves (PSDB). "A oposição tem o direito de fazer críticas, mas não há novidade no discurso de Aécio. O candidato é sem novidade, se limita a criticar e a resgatar o governo de Fernando Henrique Cardoso", disse Déda, no evento do PT para comemorar os dez anos do partido no governo federal, em São Paulo.

DAIENE CARDOSO, GUSTAVO PORTO E BEATRIZ BULLA, Agência Estado

20 de fevereiro de 2013 | 19h17

Para o governador, as críticas feitas por Aécio à política energética de Dilma e ao risco de apagão no País não têm fundamento, especialmente diante da crise energética ocorrida no governo de Fernando Henrique. "Como ele tem coragem de ir à tribuna e falar em apagão se todo mundo sabe que o verdadeiro apagão ocorreu no governo do PSDB. O povo não tem amnésia", criticou.

Déda criticou ainda a declaração do ex-presidente Fernando Henrique, que classificou como "picuinha" a celebração dos 10 anos do PT no poder. "É um argumento que não está a altura da inteligência do ex-presidente, que é um intelectual brilhante", afirmou.

Sobre a cartilha distribuída pelo PT comparando os anos de seu governo com os do PSDB e de Fernando Henrique, o governador sergipano afirmou que divulgar o documento é um dever do partido. "A oposição não pode impedir que o PT celebre uma década de governo popular e nem de mostrar o que fez e comparar com que os adversários fizeram. E um elemento básico da democracia".

Tudo o que sabemos sobre:
PTcomemoraçãoAécioMarcelo Déda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.