Comitê do PT entra com ação contra Aécio por improbidade

Razão da representação contra o candidato do PSDB é a construção de aeroporto no município de Cláudio

ELIZABETH LOPES, Agência Estado

21 de julho de 2014 | 20h29

O comitê de campanha da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, vai entrar nesta terça-feira, 22, no Ministério Público de Minas Gerais, com uma representação contra o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, por improbidade administrativa. A razão é a construção de um aeroporto pelo governo de Minas Gerais, na época administrado pelo tucano, em uma propriedade que pertenceu a seu tio no município de Cláudio, a 150 quilômetros de Belo Horizonte.

No domingo, Aécio negou que sua gestão no governo de Minas Gerais tenha cometido qualquer ato irregular e, nos seus perfis oficiais nas redes sociais, afirmou que a área em que o aeroporto foi construído é de propriedade do Estado, refutando a reportagem do último domingo do jornal Folha de S.Paulo de que houve investimento público em área privada. "A área em que funciona o aeroporto foi desapropriada pela Justiça e sua posse transferida ao Estado em 14 de março de 2008. As obras começaram no início de 2009. Na verdade, não se trata de um novo aeroporto, mas de melhorias numa antiga pista de pouso existente no local há mais de 20 anos", disse o tucano no Facebook.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesPTAécio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.