Comissões aprovam venda de ações da Nossa Caixa

Por 12 votos a 3, o Congresso de Comissões da Assembléia Legislativa paulista aprovou parecer favorável à venda de 49% das ações da Nossa Caixa Nosso Banco. Para acelerar a votação em plenário do projeto, a base de apoio ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) convocou para amanhã, às 9 horas, uma sessão extraordinária para que o projeto possa receber emendas e ainda amanhã, à tarde, possa ser submetido a nova apreciação do Congresso de Comissões e, finalmente, ser levado ao plenário para votação final. O objetivo do governo paulista é acertar a venda das ações da Nossa Caixa até o dia 30 deste mês, antes que a Assembléia entre em recesso. A oposição ao governo vai tentar obstruir a sessão extraordinária de amanhã, segundo informou o líder do PT, deputado Carlinhos Almeida. Para isso, os deputados oposicionistas vão utilizar de instrumentos regimentais como, por exemplo, realizar exposições, durante a sessão, de trinta minutos. Com este recurso, o tempo de duração da sessão se esgotaria, já que ela tem duração máxima de 2h30. PT, PCdoB e PSB tem juntos 22 parlamentares. O deputado petista Cândido Vaccarezza afirmou que a oposição vai utilizar todos os recursos possíveis para que uma ampla discussão sobre a venda das ações do banco seja feita, antes de o projeto ser levado à votação final. "Vamos obstruir todos os projetos do governo até que ele se proponha a discutir decentemente todos eles", afirmou o deputado do PT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.