Comissão quer mais detalhes da Operação Porto Seguro

O presidente da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, Américo Lacombe, informou nesta sexta-feira que o órgão decidiu pedir ainda mais informações à ex-chefe de gabinete do escritório da Presidência em São Paulo Rosemary Noronha, ao ex-número 2 da Advocacia-Geral da União José Weber Holanda e aos irmãos Paulo e Rubens Vieira, ex-diretores da Agência Nacional de Águas (ANA) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), respectivamente. Os quatro são acusados de integrar uma quadrilha que negociava a compra de pareceres técnicos, conforme deflagrado pela Operação Porto Seguro em novembro passado.

AE, Agência Estado

18 de março de 2013 | 21h40

Em 3 de dezembro do ano passado, a comissão decidiu pedir informações a Rosemary, Weber Holanda e aos irmãos Vieira. Segundo Lacombe, a matéria é "muito complexa", o que levou à necessidade de um novo pedido.

De acordo com o presidente da comissão, o prazo começa a contar a partir do dia em que cada um dos quatro receber a notificação - um deles foi avisado na semana passada, de acordo com Lacombe. A próxima reunião da Comissão de Ética Pública da Presidência da República está marcada para 15 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.