Comissão ouve 8 acusados de desvio de dinheiro público

A Comissão de Sindicância da Câmara dos Deputados está tomando depoimento de oito acusados de integrar a quadrilha desbaratada pela Polícia Federal na chamada Operação Sanguessuga, que desviava recursos do orçamento da União, com a compra de ambulâncias superfaturadas para municípios. Os depoimentos estão sendo colhidos na Polícia Federal, onde os acusados estão presos.Depõem a ex-assessora do Ministério da Saúde, Maria da Penha Lino, considerada testemunha-chave do inquérito (em depoimento à PF ela já reconheceu o envolvimento de 80 deputados e um senador com as fraudes); os empresários Darcy e Luiz Antonio Vedoin (pai e filho donos da empresa Planam, onde eram operadas as fraudes); Cléa, Gustavo e Alessandra Trevisan; Ronildo Pereira Medeiros e Alessandro Silva de Assis. Deverá depor também o motorista Felipe Fernandes Freitas, que alega ter testemunhado a entrega de dinheiro a parlamentares que aprovavam emendas em favor do esquema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.