Comissão não revela nomes de políticos do caso Banestado

Os policiais federais revelaram hoje os nomes dos políticos e empresários suspeitos de envolvimento na remessa ilegal de US$ 30 bilhões por meio de contas CC-5, parte dela pela agência do Banestado em Nova Yorque. Os nomes que surgiram durante as investigações foram descobertos em sessão secreta realizada pela Comissão de Segurança da Câmara. O perito Eurico Monteiro Montenegro confirmou dois nomes, sem revelá-los, mas o delegado José Francisco Castilho Neto e o perito Renato Rodrigues Barbosa mostraram outros suspeitos. Nenhum dos deputados presentes à sessão quiseram falar em nomes, mas mostraram-se preocupados com a quantidade - que também não foi revelada - de pessoas arroladas.A preocupação passou a ser maior do que antes da sessão secreta", revelou o presidente da comissão, Moroni Torgan (PFL-CE). Na próxima semana, os policiais darão novos depoimentos secretos e entregaram os documentos relacionados aos políticos. "Temos que ter cuidado, pois o problema é sério", acrescentou Torgan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.