Comissão espera fala de ACM para pensar em punição

O relator do processo de violação do painel eletrônico de votações do Senado no Conselho de Ética, senador Roberto Saturnino (PSB-RJ), disse hoje que só o fato de o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) ter tomado conhecimento da lista de votações da sessão que cassou o mandato do então senador Luiz Estevão já implica responsabilidade. Ponderou, porém, que tudo depende da justificativa que ele dará hoje em seu depoimento. Segundo Saturnino, o senador ACM terá que explicar por que não tomou providências e abriu inquérito para apurar a violação.No entender de Saturnino, a expectativa em torno do depoimento de ACM, previsto para as 14h30, é grande uma vez que o momento é grave e que a fala do senador baiano é importante para os rumos do País. "Não digo que seja um depoimento decisivo, mas terá uma influência muito maior que os outros". Saturnino não quis antecipar os tipos de punição que recomendará para os senadores. Ele espera concluir o seu parecer em, no máximo, quinze dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.