Comissão envia a Roma textos que Papa lerá no Brasil

Os textos escolhidos para os atos que o Papa Bento XVI presidirá durante a inauguração da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe (Celam) em Aparecida serão enviados nesta segunda-feira a Roma para sua aprovação final pela Santa Sé. Escolhidos por seu conteúdo litúrgico do tempo Pascual, os textos definitivos serão impressos em português, espanhol e inglês e entregues somente ao sumo Pontífice e aos bispos que o acompanharão no ritual, informou nesta segunda-feira aos jornalistas o Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis. Os documentos foram selecionados no Brasil por uma comitiva formada pelo monsenhor Piero Marini e o monsenhor Enrico Vigano. A cidade, no interior de São Paulo, acolhe o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, que possui a maior população católica do mundo. O centro de peregrinação recebe em média 200 mil pessoas a cada 12 de outubro, dia da santa. Agenda do papa Bento XVI visitará o Brasil, pela primeira vez em seu Pontificado, entre 9 e 13 de maio, dia previsto para a inauguração da Celam. Em qualidade de prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, o então cardeal Joseph Ratzinger visitou o Rio de Janeiro em 1990 para assistir a um encontro de bispos. A inauguração da Celam contará com a presença de 176 bispos, arcebispos e cardeais de todo a América Latina, do Caribe, Estados Unidos, Canadá, Espanha e Portugal; 24 sacerdotes diocesanos, 23 religiosos, quatro diáconos, 17 laicos, seis representantes ecumênicos, cinco membros de organismos de ajuda à Igreja Católica e 15 especialistas. A inauguração da Celam começará com uma missa em que está prevista a presença de entre 500 mil e 600 mil pessoas. O lema da conferência é "Discípulos e missionários de Jesus Cristo para que nele nossos povos tenham vida". O Papa Bento XVI se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 10 de maio, em São Paulo, um dia após sua chegada ao País. Em 11 de maio, o Pontífice celebrará uma missa ao ar livre no Campo de Marte, também em São Paulo, onde se prevê a presença de cerca de 1,5 milhão de fiéis. Bento XVI terá que percorrer cerca de 700 quilômetros entre o Seminário Bom Jesus, onde ficará hospedado, até a Basílica de Aparecida, segundo o padre Hélcio Vicente Testa, administrador do Santuário Nacional. Os organizadores também pretendem "facilitar o contato do Papa com o povo", permitindo seu acesso ao santuário pela entrada principal, acrescentou testa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.