Comissão do Senado aprova Forças Armadas e PF em terras indígenas

Projeto segue agora para o plenário da Casa; segundo relatora, objetivo da proposta é garantir proteção aos índios

Agência Brasil

06 Maio 2010 | 17h44

A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou nesta quinta-feira, 6, o projeto de lei que trata da atuação das Forças Armadas e da Polícia Federal em terras indígenas. A proposta autoriza, entre outros pontos, a liberdade de trânsito e acesso, por via aquática, aérea ou terrestre, de militares e policiais para deslocamentos, estacionamentos, patrulhamento, policiamento e demais operações nas terras indígenas.

 

A relatora do projeto, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), destacou em seu parecer que a proposta não agride os povos indígenas, mas  busca a proteção. "O projeto é de grande relevância aos interesses nacionais e de modo algum prejudicial às comunidades indígenas, muito pelo contrário. Afinal, são os indígenas os primeiros brasileiros, devendo ter a total proteção das Forças Armadas e das autoridades policiais”.

 

O projeto, que segue para o plenário da Casa, prevê ainda que a atuação das Forças Armadas e da Polícia Federal nas áreas indígenas se dará de forma independente e sem necessidade de consulta aos índios e também à Fundação Nacional de Saúde.

 

“Na área indígena a atuação das Forças Armadas e da Polícia Federal ficará garantida e se dará independentemente de consulta às comunidades indígenas envolvidas e à Funai”, diz trecho do relatório aprovado pela Comissão de Relações Exteriores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.