André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Comissão do Senado aprova convite para Traumann explicar documento

Aloysio Nunes (PSDB-SP) fez requerimento para ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência falar sobre texto que sugere mais propaganda oficial em São Paulo

Erich Decat , O Estado de S. Paulo

24 de março de 2015 | 15h12

Brasília - Integrantes da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado aprovaram nesta terça-feira, 24, requerimento convidando o ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Thomas Traumann, para prestar esclarecimentos sobre documento elaborado por sua pasta e que sugere mais gasto com propaganda oficial em São Paulo.

A autoria do requerimento foi do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), que inicialmente tinha inserido no documento um pedido de convocação, em que há obrigação de comparecimento. Após negociação com integrantes do PT, o tucano concordou com o convite.


"Nada mais oportuno do que o ministro da Secretaria de Comunicação Social promover esse debate. Apresentar aqui a sua visão sobre o funcionamento da sua secretaria de comunicação", afirmou na sessão o senador Walter Pinheiro (PT-BA).

Documento reservado do Palácio do Planalto, publicado pelo estadão.com.br com exclusividade na última terça-feira, admite que o governo tem adotado uma comunicação "errática" desde a reeleição da presidente Dilma Rousseff, afirma que seus apoiadores estão levando uma "goleada" da oposição nas redes sociais e aponta como saída para reverter o quadro pós-manifestações de 15 de março o investimento maciço em publicidade oficial em São Paulo, cidade administrada pelo petista Fernando Haddad onde se concentra, atualmente, a maior rejeição ao PT.

Tudo o que sabemos sobre:
Thomas TraumannSecom

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.