Edilson Rodrigues|Agência Senado
Edilson Rodrigues|Agência Senado

Comissão do Impeachment no Senado tem breve sessão e volta a se reunir nesta quinta-feira

Acordo de procedimento entre senadores da base do governo e da oposição acelerou depoimentos desta quarta-feira e reunião teve 4 horas de duração

Isabela Bonfim e Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2016 | 19h36

BRASÍLIA - A Comissão Especial do Impeachment teve breve reunião nesta quarta-feira, 22, com acordo de procedimento entre os senadores da base do governo e da oposição, que acelerou os depoimentos. Os senadores combinaram de não fazer perguntas às testemunhas e, após poucos questionamentos, a sessão se encerrou com apenas 4 horas de duração.

Nessa sessão, os senadores aprovaram um novo calendário para as atividades que estavam atrasadas. Conforme o cronograma, é possível que a presidente afastada Dilma Rousseff seja interrogada pelo colegiado em 6 de julho. Entretanto, sua participação não é obrigatória. O calendário também prevê que o relatório final da comissão seja votado no plenário do Senado em 9 de agosto. E, conforme previsão do relator Antonio Anastasia (PSDB-MG), caso a pronúncia seja aprovada, o julgamento final deve ocorrer entre 24 e 26 de agosto.

Apesar das festividades de São João, e ao contrário da Câmara dos Deputados, as atividades continuam no Senado e na Comissão do Impeachment. Os senadores se reúnem novamente nesta quinta-feira, 23, às 11h, para ouvir testemunhas da defesa.

Foram convidados Anderson Lozi da Rocha, subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; Leandro Freitas Couto, diretor da Associação Nacional dos Servidores de Carreira de Planejamento e Orçamento; Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento Federal; e Marco Antonio Oliveira, ex-secretario-executivo da Casa Civil. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.