Comissão deve votar reforma da Previdência até 30/07

O vice-líder do governo na Câmara Professor Luizinho (PT-SP) disse, hoje, que a proposta de reforma da Previdência deverá ser votada até 30 de julho, na comissão especial da Câmara que a examina. Segundo o cronograma previsto pelas lideranças governistas, a proposta deverá ser votada em 12 de agosto pelo plenário da Câmara, em primeiro turno. O vice-líder reconhece que o teste de fogo do governo será agora, quando da votação do mérito da proposta. Ele ressaltou, no entanto, que, até agora, todos os prazos que o governo estabeleceu foram cumpridos. Luizinho disse que, se as duas propostas de reforma (Previdenciária e tributária) forem votadas nas comissões especiais da Câmara em julho, "já terá valido a convocação extraordinária". Ele informou que, na reunião de coordenação da bancada do PT, realizada ontem à noite, ficou acertado que a metade da bancada, de 92 deputados, ficará em Brasília nas sextas e segundas-feiras, para garantir o quórum do plenário, permitindo assim a contagem de prazo para votação das reformas, que é contado por sessões do plenário. A bancada do PT está reunida, na Câmara, para acertar a redação final das emendas que pretende apresentar à proposta de reforma da Previdência. O partido deverá acertar nove emendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.